Junco do Maranhão - Sexta-Feira, 26 de Maio de 2017

Letra: Nicodemos Freire

Música: Claudemir Sales Rodrigues e Zé Ribeiro de Sousa

I

No seu esplêndido verde habita, Montes verdejantes, floridos Campos. No trabalho partilha a colheita. Semeiam nossos cereais e ramos.

II

Grandiosa minha Terra Tem nobreza És formidável Junco do Maranhão! Do açaí A vossa grande riqueza Fruto nobre dessa rica região.

III

No presente de glórias alcançadas Maior que a vida sua liberdade. No verde esperança, ricas matas Céu do meu País, chão de prosperidade.

IV

Porque Junco do Maranhão Tu És um filho para nós.

V

Das mãos de seus habitantes Farturas Estandarte de fé E de amor a Deus. Em nome da justiça bravas Lutas Tem honrado cada um dos filhos seus.

VI

De gente humilde, Junco a crescer Paraíso escondido, assim és vista. Nossa gente sabe plantar e colher A igualdade, amor, longa vida.

X

Fale Com o Prefeito:

Aguarde, enviando contato!